fbpx
Sala de imprensa

Voluntários participam de ações ambientais, com recolhimento de lixo na praia Dourada e Distrito

By 30 de novembro de 2021 janeiro 19th, 2022 No Comments

A Distribuidora Atem participou de duas ações ambientais, que recolheram lixo despejado na praia Dourada e na orla em torno da base de operações da empresa, no Distrito. Na praia Dourada, a mobilização foi conduzida por moradores e empresários que atuam na região. Já na orla em torno da base da Atem, a iniciativa foi feita por funcionários da empresa.

Segundo Alexandre Nascimento, chefe da base da Atem, em Manaus, com o período da vazante o lixo despejado nos rios fica muito aparente e isso sempre foi uma preocupação de todos que trabalham na base. “Toda a atividade interna é controlada para que não haja impacto ao meio ambiente, mas a questão do lixo, que é despejado pela população, não é possível monitorar, e isso gerava um incômodo em todos. Por isso, os colaboradores se uniram para colocar em prática essa ação”, disse.

A iniciativa contou com a participação de 35 voluntários. Jeane Albuquerque, coordenadora de Segurança do Trabalho da Atem e voluntária da ação, explica que essa foi a primeira ação do grupo. O objetivo é que a atividade se torne um projeto permanente da Atem chamado “Orla Limpa” e que seja expandido para outras áreas da cidade. “Quando envolvemos os funcionários e mostramos para eles a importância da conscientização ambiental, estamos formando multiplicadores porque são essas pessoas que vão levar informação para as suas famílias e amigos”, destacou. Todo o material retirado do rio foi levado para destinação correta.

Outra ação ambiental que contou com o apoio da Atem foi na praia Dourada. Mais de 20 pessoas, moradores e empresários que atuam na região, se mobilizaram para recolher o lixo. De acordo com a empresária Amazônia Marinho, quatro barcos tipo rabeta foram carregados com resíduos retirados do rio. “É muito triste ver essa situação, principalmente porque nós trabalhamos na área. É a beleza natural do lugar que gera emprego e renda para centenas de pessoas. Ver isso tomado por lixo é doloroso. Nós que dependemos do lugar não podemos ficar sem fazer nada. Sempre estamos nos organizando para retirar os resíduos e agradecemos o apoio de empresas como a Atem, que topam ajudar no projeto”.